Guia para os autores e para as autoras

 

A Revista Latino-Americana de Ciências Sociais, Infância e Juventude é uma publicação semestral que reúne resultados de pesquisas e análises interdisciplinares e transdisciplina-res cuja qualidade permite a apresentação de trabalhos inéditos, acumulando e debaten-do conhecimentos e saberes sobre crianças e jovens na Colômbia, América Latina e Ca-ribe. Desta forma, contribui para a investigação de campos de estudo tão complexos de diversas perspectivas disciplinares, interdisciplinares e transdisciplinares, como a neuro-ciência, psicologia, sociologia, antropologia, pedagogia, linguística, história e filosofia.

Origina-se no programa de doutorado em Ciências Sociais, Infância e Juventude do Centro de Estudos Avançados em Infância e Juventude, da Universidade de Manizales e do Cinde, em Manizales, Colômbia. Destina-se a pessoas interessadas na teoria e práti-ca de estudar, pesquisar, analisar e aprofundar sobre crianças e jovens, bem como na concepção, avaliação e comparação de programas e políticas para crianças e jovens. Aceita artigos em espanhol, português, francês e inglês, de preferência derivados dire-tamente de pesquisas formalmente endossadas por instituições universitárias, centros de pesquisa e entidades financiadoras públicas e privadas.

 

Informação Geral

A Revista Latino-Americana de Ciências Sociais, Infância e Juventude não recebe dinheiro pelo processamento e envio dos artigos.

A Revista Latina Americana de Ciências Sociais, Infância e Juventude é uma pu-blicação semestral indexada no Índice Nacional Bibliográfico Publindex de Colômbia e atende os critérios de Qualidade Científica estabelecidos por Colciencias. Por tal razão a Revista recebe artigos que correspondem à seguinte tipologia:

1. Artigo de pesquisa científica ou tecnológica. Documento que apresenta, de forma detalhada, os resultados originais dos projetos de pesquisa concluídos. Sua estrutura deve se adaptar ao estilo APA (6ª edição, 2010), apresentando quatro seções principais: introdução (incluindo a contextualização do problema, seus referentes conceituais, estado da arte minimamente atualizado nos últimos três anos, seu objetivo e questão), método ( fundamentação epistemológica, descrição da amostra, desenho, metodologia, técnicas e instrumentos com seus testes e validação, consentimento ético informado e técnica de análise de dados), resultados (em correspondência com os instrumentos) e discussão (semelhanças e diferenças nos resultados com a pesquisa de outros autores, limitações, importância e aplicação dos resultados e recomendações)

2. Artigo de reflexão. Documento que apresenta resultados derivados de uma investigação, de uma perspectiva analítica, interpretativa ou crítica do autor ou autor sobre um tópico específico; Isso para avançar originalmente em seu desenvolvimento teórico, apresentar uma nova teoria sobre esse tópico ou analisar um existente. Na sua apresentação deve incluir: a contextualização do problema, a literatura relevante (incluindo, além disso, a mais atualizada), o processo de coleta e análise das informações e a interpretação final ou reflexão do autor, autor ou autores.

3. Artigo de revisão. Documento resultado de uma pesquisa onde os resultados de ou-tras pesquisas, publicados ou não, são analisados, sistematizados e integrados em um campo da ciência ou tecnologia, a fim de dar conta dos avanços e tendências de desen-volvimento. Declarações de arte, revisões de literatura e metanálises podem fazer parte desses artigos, desde que incluída a metodologia com a qual esta pesquisa foi realizada. Caracteriza-se por apresentar uma cuidadosa revisão bibliográfica de pelo menos 50 refe-rências, incluindo os últimos três anos. A apresentação deve incluir: a contextualização do problema, o processo de coleta e análise das informações, o resumo das investigações anteriores, a análise das referidas informações e as sugestões sobre possíveis novas for-mas de resolução do problema.

4. Artigo curto. Um breve documento que apresenta resultados originais, preliminares ou parciais de uma pesquisa científica ou tecnológica em desenvolvimento, que, devido à sua importância, exigem uma rápida disseminação.

5. Relato de caso. Documento que apresenta os resultados de um estudo sobre um indi-víduo, um grupo, uma comunidade, uma organização ou uma situação particular, a fim de dar a conhecer as experiências técnicas e metodológicas consideradas, a resolução de um problema específico ou as possíveis aplicações derivadas da análise ou trabalho reali-zado. Inclui uma revisão sistemática da literatura sobre casos análogos (incorporando também os mais atualizados). A apresentação deve incluir: a descrição detalhada do ca-so, o processo metodológico de análise, a descrição das questões éticas pertinentes, as conclusões que derivam dela e as recomendações.

6. Revisão de tema. Documento que apresenta a análise crítica ou a construção teórica de um tema específico; mas ao contrário dos artigos dos tipos dois e três, estes não são derivados de uma investigação formal. O autor, autora ou autores devem esclarecer o processo interpretativo realizado.

Os artigos dos tipos 1-6 estão incluídos na primeira seção (Teoria e Metateoria) e na se-gunda (Estudos e Pesquisas). Outros tipos de produção intelectual também são recebi-dos, como:

7. Cartas ao editor. Posições críticas, analíticas ou interpretativas sobre os documentos publicados na revista que, na opinião do Comitê Editorial, constituem importante contribuição para a discussão do tema pela comunidade científica de referência. Essas cartas estão incluídas na quarta seção.

8- Outros. Breves análises também são recebidas em trabalhos, ensaios, material audio-visual, eventos, processos locais e projetos em andamento que são originais e de interesse para pesquisadores sociais ou outras pessoas. Asim como, sistematizações de trabalhos relacionados a meninas, meninos e jovens ou suas próprias produções, bem como entre-vistas com pensadores nesses campos. Embora esses documentos não tenham o caráter de um artigo científico e não sejam avaliados por pares, eles podem ter um formato mais livre (ainda que devam manter os padrões de citação). No entanto, dado seu caráter iné-dito, devem passar pelo estudo de originalidade e pela correção de estilo no processo editorial da revista. Estes materiais serão coletados na terceira e quarta seções

 

Nota sobre a terceira (relatórios e análise) e quarta seções (revisões e recensões). O objetivo destas duas seções é que um diálogo possa ser estabelecido entre pesquisa, polí-tica pública e agência social e educacional. Portanto, eles são fundamentais para os obje-tivos e razão da revista. No entanto, é muito importante que os autores que publicam materiais para essas duas seções levem em conta que estes, não tendo o caráter de um artigo científico, não serão incluídos na plataforma OJS da revista, nem serão considera-dos "documentos citáveis" por a maioria das agências internacionais de classificação e indexação.

 

As opiniões e declarações que aparecem nos artigos e outros documentos são de respon-sabilidade exclusiva dos autores. A entrada de um artigo no Open Journal System (OJS) desta revista implica o compromisso do autor em não submetê-lo parcial ou completa-mente, ou simultaneamente a outras revistas ou editores, sem primeiro remover o texto da consideração desta revista através da comunicação escrita.

Os artigos devem ser inseridos pelos autores na plataforma OJS da revista. Os artigos publicados na revista são de livre acesso e devem ser citados como aparece na referência de cada artigo. Depois que o artigo for colocado na plataforma OJS, ele será submetido a uma revisão das semelhanças por meio do programa TurnitinTM, para verificar se ele é inédito.

 

Parâmetros editoriais.

• Título: todos os artigos devem começar com um título que resuma o núcleo do artigo. Sua extensão não deve exceder doze palavras. Da mesma forma, deve ser apresentado nos três idiomas utilizados pela revista: espanhol, inglês e português.

• Nota de rodapé no título: o título deve ser seguido por um asterisco que se refere a uma nota de rodapé que especifica as características da pesquisa e o tipo de artigo apre-sentado de tal forma que o seu processamento editorial se adapte à sua natureza. Nesta nota deve-se indicar a data exata (se possível o dia, ou pelo menos o mês e o ano) do começo e do fim da investigação, ou se ainda está em andamento (se aplicável). Para facilitar o autor desta primeira nota, abaixo estão quatro exemplos de artigos que já fo-ram publicados na revista:

-Este artigo de reflexão baseia-se na pesquisa "Análise da política educacional em Bogo-tá", realizada pelo autor com financiamento do Secretário de Governo de Bogotá, D.C. (Contrato nº 116/2002). Realizado entre fevereiro de 2000 e setembro de 2002.

-Este artigo de pesquisa científica é uma síntese da pesquisa denominada "hermenêutica cultural da saúde", apresentada pelo autor para qualificar-se para o título de Doutor em Ciências Socioanitárias e Ciências Médicas, Universidade Complutense de Madrid, 2003. Financiamento aprovado na sessão do Conselho Superior da Universidade de Ma-nizales, Ata. 019, de 23 de setembro de 1999. Realizado entre fevereiro de 1999 e se-tembro de 2002.

- Este artigo de revisão é parte do projeto intitulado "Para uma compreensão da construção de significados sobre a parentalidade no programa de crescimento e desenvolvimento", financiado pela Universidade de Antioquia e registrado no Centro de Pesquisa da Escola Nacional de Saúde. Público da Universidade de Antioquia com o código INV-168-05. Realizado entre fevereiro de 1999 e setembro de 2002.

-Este artigo curto é derivado de um estudo de maior escala, "Análise das práticas de jogos de sorte e azar, de habilidade e sorte e habilidade em crianças / jovens de Bogotá",

Código 1203-04-12643, com co-financiamento de Colciencias, realizado desde janeiro de 2002 e atualmente em processo.

 

• Nome do autor, autora ou autores: após o título, o nome completo do autor, autora ou autores do artigo deve ser centrado, seguido por dois asteriscos que se referirão a uma nota de rodapé onde serão apresentados os dados do primeiro autor. No caso de dois, três, quatro ou mais autores, cada nome completo deve ser seguido pelo número correspondente de asteriscos que se referem a notas de rodapé. Cada uma destas notas deve conter os seguintes dados: o nível acadêmico do autor (estudos prévios e seu grau mais avançado junto com as instituições de concessão) e seu endereço eletrônico. Final-mente, o código ORCID (https://orcid.org) e o H5 dos autores devem ser apresentados.

Abaixo do nome do autor, deve-se indicar a posição e sua afiliação institucional, ou seja, a instituição à qual o autor ou autor pertence e, por fim, sua cidade e país. Quando não há afiliação institucional, a cidade de residência do autor deve ser anotada.

É importante para a padronização internacional do nome e sobrenome de cada um dos autores colocar os utilizados no último artigo publicado. No caso de ter usado dois so-brenomes, estes devem ser articulados com um hífen entre eles, de acordo com a norma internacional (os interessados podem consultar as informações sobre a padronização da apresentação de seus sobrenomes no site: http://www.iralis.org / é). Ao citar qualquer referência de qualquer um dos autores dentro do artigo, deve-se seguir esta regra, como na lista final de referências. Qualquer uso que seja feito citando o nome dos autores em outras publicações deve continuar a ser feito da mesma forma, pois isso facilita a busca dos autores em nível internacional e sua visibilidade nos índices bibliométricos.

A seguir, um exemplo do nome do autor com afiliação institucional e os dados incluídos no asterisco:

Jorge Iván González**

Professor da Universidade Nacional da Colômbia

** Filósofo da Universidade Javeriana, Mestre em economia pela Universidade de Los Andes, Doutor em economia pela Universidade de Leuven (Bélgica). Professor convi-dado para o Doutorado em Ciências Sociais, Infância e Juventude do Centro de Estudos Avançados em Infância e Juventude da Universidade de Manizales e do Cinde. Email: jivangonzalez@cable.net.co

 

• Resumo: é necessário um resumo em espanhol, inglês e português do artigo, com no máximo 130 palavras. Deve ser esclarecido no início que é um resumo analítico. Este resumo é um sumario completo que é usado nos serviços de síntese e informação e permite indexar e recuperar o artigo; portanto, deve ser atraente e preciso, de modo que chame a atenção dos leitores em potencial.

Os seguintes aspectos do resumo devem ser levados em consideração, caso o artigo seja o resultado de uma investigação concluída do tipo 1 a 5:

Deve ser analítico. 

Deve mencionar o problema da investigação. 

Deve mencionar os participantes e suas características. 

Deve mencionar a metodologia usada na investigação.

Deve mencionar os principais resultados e conclusões da investigação.

Não deve ter referências bibliográficas.

 

No caso de artigos que não resultem de pesquisa finalizada (ie, tipo 6), deve ser utilizado um resumo descritivo em que as informações desenvolvidas no artigo sejam expressas de maneira sintética, clara e precisa, especialmente o processo metodológico sua realização Este também deve ter menos de 130 palavras e deve ser esclarecido no início que é um resumo descritivo.

Palavras-chave: após o resumo são indicadas algumas palavras-chave em espanhol (de 3 a 10) que permitem rapidamente ao leitor identificar o tema do artigo. As palavras-chave, sem exceção, devem ser obtidas de um Thesaurus, indicando o nome do mesmo (no final da lista)

• O título do artigo, o resumo e as palavras-chave devem ser traduzidos sem exceção para o português (resumo, palavras-chave) e para o inglês (abstract, keywords) por um tradutor técnico especialista no campo social.

• Texto: após resumos e palavras-chave, deve ser escrita uma tabela de conteúdo abrevi-ado, que deve estar em negrito, com algarismos arábicos e organizada horizontalmente. Exemplo:

-1. Introdução -2. O método da economia: a diferença entre economia pura e economia aplicada. -3. O paradigma de Samuelson. -4. Alternativas da visão sa-muelsoniana. -5 Políticas públicas, infância e juventude. -6. Conclusões -Lista de referências.

 

• Extensão: os artigos devem ter no máximo 7500 palavras (do título à lista de referên-cias). 

• Notas de rodapé: as notas de rodapé devem estar no rodapé da página no estilo auto-mático WordTM. Seu número deve ser limitado ao mínimo possível, para evitar que a leitura do artigo seja pesada.

• Tabelas e figuras: tabelas e figuras (material gráfico) são listadas consecutivamente conforme mencionado no texto. Elas devem ter um título preciso que os preceda. Sua apresentação deve seguir o padrão de estilo APA (6ª ed.). Não incluir tabelas ou figuras cujas informações estejam sujeitas a copyright ou outros direitos autorais sem antes obter a permissão por escrito correspondente; isso deve ser incluído em uma nota no final des-tas.

As tabelas e figuras feitas pelos autores do manuscrito não devem ser referenciadas co-mo próprias. No texto do artigo, cada tabela ou figura deve ser referenciada por seu nú-mero e não por frases como "a tabela a seguir", já que o processo de layout pode exigir colocá-las em um local não tão próximo da linha em que é referenciada. Para o caso es-pecífico das fotografias, os rostos das crianças, menores de idade, sem a devida autori-zação de seus pais ou responsáveis, não devem aparecer neles. No caso de fotografias de adultos, a obtenção do consentimento informado também é recomendada.

• Anexos: os anexos não devem ser incluídos no final do artigo; tudo deve ser incorpo-rado analiticamente no corpo do artigo como indicado anteriormente (tabelas, gráficos, fotos, etc.). No entanto, o autor ou autora pode enviar anexos em formato digital (atra-vés de links) se, e somente se, esses documentos forem armazenados em serviços que permitem a manutenção dessas informações indefinidamente e forneçam códigos DOI. (Por exemplo: https://figshare.com ou https://osf.io).

• Sistema de referência: será utilizado o sistema de referência da última versão da APA (sexta em inglês, 2010), ou seja, o sistema de sobrenome, que deverá ser utilizado de forma consistente no texto e nas notas de rodapé da página. Nas referências gerais basta colocar o sobrenome do autor, autora ou autores, seguido da data entre parênteses. Se a referência precisa de uma citação textual, a respectiva página é adicionada após a data, precedida por uma vírgula, um espaço, um "p" (se houver várias páginas, "pp"), um perí-odo e um espaço. Por exemplo:

... como explicado em Rogoff (1993). 

... como ela sustentou (Rogoff, 1993). 

... como Rogoff afirma expressamente (1993, p.31). 

... nas palavras com as quais ela formulou (Rogoff, 1993, pp. 31-32).

 

Em nenhum caso as notas de rodapé serão usadas para incluir a referência bibliográfica completa de uma obra, a qual deve aparecer apenas na lista final de referências.

Nas citações de revistas, o código DOI deve ser colocado, se o artigo o tiver. O DOI (abreviatura em inglês de identificador de objeto digital) é um código universal que identifica cada artigo de revistas científicas e permite localizá-lo na Internet.

Exemplo:

Hedegaard, M. (2005). Strategies for dealing with conflicts in value positions between home and school: Influences on ethnic minority students’ development of motives and identity. Culture Psychology, 11(2), 187-205. doi:10.1177/1354067X05052351

 

Lista final de referências: no final do texto do artigo deve ser incluída uma lista de referências bibliográficas que contenha todas as referências e somente aquelas citadas no texto, nas tabelas, gráficos, fotografias, etc., e nas notas. Esta lista deve ser construída seguindo o estilo da APA (6ª ed., 2010). As referências também devem necessariamente incluir documentos atuais (dos últimos quatro anos, incluindo o atual) e serem relevan-tes, pertinentes, suficientes e necessárias.

Autores que são considerados clássicos e outros autores dentro do campo do conheci-mento são importantes para serem citados.

Material protegido: se for utilizado material protegido por direitos autorais (texto, tabe-las, figuras, fotografias, etc.), os autores são responsáveis por obter permissão por escrito de quem possui esses direitos (mesmo se o material for de autoria do escritor, mas haja sido atribuído seu direito de impressão previamente para outra publicação). Sem o cum-primento deste requisito, não é possível incluir o material.

Linguagem inclusiva: devemos levar em conta a inclusão do gênero na redação do arti-go, por exemplo: quando se fala de crianças utiliza-se meninos e meninas (linguagem inclusiva de gênero).

 

Avaliação e Revisão

 

• A revista - com o consentimento do autor, autora ou autores - fará as alterações edito-riais necessárias para dar ao artigo a maior clareza, precisão e coerência possível. Conse-quentemente, recomenda-se que os autores escrevam com o máximo rigor, usando uma boa ortografia, fazendo parágrafos claros e homogêneos e procurando sinais de pontua-ção precisos. Redundância no texto e uso repetido de siglas devem ser evitadas; estas não substituem a palavra em questão, deixam os leitores cansados e perdem incentivos para ler o texto.

• Os artigos são submetidos à avaliação duplamente cega de pelo menos dois consultores ou consultoras. Uma vez avaliado o documento proposto, o autor, autora ou autores re-ceberão a avaliação para sua revisão e ajuste. Eles terão um prazo definido pelo editor da revista para devolver o artigo devidamente revisado. Na opinião dos primeiros avaliado-res, ou da equipe de edição, o artigo corrigido pode ser enviado para uma nova avaliação pelos primeiros avaliadores, avaliadoras, ou por outros avaliadores.

• Uma vez instalado o artigo pelo autor no sistema OJS (Open Journal System) da revis-ta, todos os autores concordam com a transferência de direitos para a rmesma caso o artigo seja aprovado para publicação.. Este acordo de atribuição permite que a equipe de edição proteja o material em nome dos autores sem que eles renunciem a seus direitos de autoria. A cessão de direitos inclui os direitos exclusivos de reprodução e distribuição do artigo, incluindo reimpressões, reproduções fotocopiadas, em formato eletrônico ou ou-tros formatos, bem como traduções.

Serão enviadas aos autores as correções tipográficas antes que a revista seja impressa. As correções devem ser limitadas a erros de digitação. Novas linhas, frases ou parágrafos não são aceitos. A página e a linha que devem ser modificadas nas páginas da correção devem ser indicadas.

O sistema OJS (Open Journal System) da revista permite a comunicação on-line para que os autores da revista possam estar cientes do status de seu trabalho. O endereço do sis-tema OJS da revista é: http://revistaumanizales.cinde.org.co/rlcsnj/index.php/Revista-Latinoamericana/login  

• Endereço de contato da revista: revistaumanizales@cinde.org.co

 

Guia específico para a preparação da lista final de referências

 

Por causa da ênfase da revista na ciência e na academia, deve ser usada a lista de refe-rências (documentos usados efetivamente como base para a pesquisa) e não a bibliogra-fia (documentos que serviram de base para os autores, mas que não foram necessaria-mente utilizados na pesquisa). Nesse sentido, todas as citações devem aparecer na lista de referências e todas as referências deveriam ter sido citadas no texto. É importante incluir nas referências a fonte diretamente consultada, por exemplo, se o consultado foi um resumo, relate isso e não o artigo completo, como se tivesse sido lido.

Da mesma forma, é importante sempre que possível usar as fontes originais e não cita-ções de textos por outros autores.

 

Livros com um autor ou autora:

Sobrenome ou sobrenome do autor, uma vírgula, um espaço, a inicial ou inicial do nome seguido de um período, espaço, ano entre parênteses, período, espaço, título do livro (em itálico e em maiúsculas apenas as iniciais de algumas palavras, de acordo com as regras de ortografia da língua original), ponto, espaço, cidade (para o caso dos EUA: cidade, estado abreviado, exemplo: Boston, MA), dois pontos, espaço, editorial e período. Se você é um autor corporativo, escreva o nome completo da instituição. Acrônimos e abre-viaturas não devem ser usados. 

Estrutura: Autor, A. A. (ano). Título do livro Cidade: Editorial.

 

Livros com dois ou mais autores ou autoras:

Os nomes dos autores ou autoras são separados pela conjunção '&'. No caso de mais de dois e menos de seis autores, os nomes com vírgula são separados, e entre o penúltimo e o último é colocado. Quando há seis ou mais autores, o sétimo e os subsequentes são abreviados como et al. (em minúsculas, sem itálico e com um período no final). Isto é para a lista de referências; Para citar o trabalho no texto (no caso de mais de seis auto-res), apenas o primeiro dos autores é mencionado e os seguintes são abreviados como et al.

 

Capitulo em livro editado.

Os sobremones e as iniciais do autor, autor ou autores são escritos como no caso anterior. Em seguida, o ano entre parênteses, período, espaço e o título do capítulo, que vai em fonte normal, sem aspas, ponto, espaço, "Em", espaço, inicial ou inicial do nome dos editores ou compiladores, espaço, sobrenome , vírgula, entre parênteses, se eles são editores ou compiladores (abreviado "Ed." se for um editor, "Eds." se for mais de um, "Comp." ou "Comps." se for ou forem compiladores), vírgula, espaço, título do livro (em itálico), espaço e entre parênteses a primeira e a última páginas do capítulo são escritas (abreviadas como "pp." para "páginas" e os números são separados por um pequeno hífen). Então há um ponto, espaço, cidade (para o caso dos EUA: cidade, estado abreviado, exemplo: Boston, MA), dois pontos, espaço, editorial, período.

Estrututa:

Autor, A. A., & Autor, B. B. (ano). Título do capítulo. Em A. Editor, B. Editor, & C. Editor (Eds.), Título do livro (pp. Xxx-xxx). Cidade: Editorial.

Artigo em revista

O sobrenome e as iniciais dos autores são escritos como no primeiro caso. Em seguida, o ano entre parênteses, período, espaço e título do artigo, que vai em fonte normal, sem aspas, período, espaço, nome da revista em itálico, vírgula em itálico, número do volume da revista em numerais cursivos e arábicos (sem escrever "vol."), vírgula em itálico, primeira e última página separadas por script normal, ponto final. A primeira letra das palavras principais (exceto artigos, preposições, conjunções) do título da revista é maiúscula. Se o periódico tiver um título muito parecido com o de outros ou não for bem conhecido, será acrescentado entre parênteses e em itálico a instituição, ou a cidade e, se apropriado, o país. Se a numeração dos fascículos do volume é consecutiva, o número do fascículo não é colocado. Se cada fascículo do volume começa com nova numeração, o número do fascículo é colocado entre parênteses, em algarismos arábicos e em letras normais. Os números de página não têm a contração 'p' na frente deles.

Estrutura

Autor, A. A., Autor, B. B., & Autor, C. C. (ano). Título do artigo Título da revista, v. (N.), Xx-xx. doi: xx.xxxxxxxxxx

 

Livro ou relatório de uma instituição:

A instituição não é abreviada nem siglas são usadas. Depois do nome da instituição vai um ponto finL. Se é um ministério, secretariado, departamento administrativo, como todos têm nomes semelhantes, primeiro o nome do ministério, secretaria, etc., e depois o país.

 

Dicionarios ou enciclopedias

O nome do autor, autor ou editor é incluído primeiro ("Ed." Entre parênteses quando ele é editor). Após o título do dicionário ou enciclopédia e depois de um espaço, a edição é colocada entre parênteses, se não for a primeira, a vírgula e o volume consultado. Não há página ou palavra.

 

Apresentações ou conferências em simpósios, congressos, reuniões, etc.

Se a contribuição for publicada em um livro com um editor, a publicação deve ser indicada e citada como um capítulo do livro editado. O título do simpósio, congresso ou reunião deve ir em letras normais com letras maiúsculas iniciais nas palavras principais. Se a contribuição não for publicada, o mês em que o evento ocorreu é colocado, separado por uma vírgula após o ano. Após o título da palestra ou palestra (que vai em letras normais), um ponto, espaço, "Apresentação apresentada em", o nome completo do congresso com as principais palavras em maiúscula, vírgula, espaço, cidade, vírgula, espaço, país, ponto.

 

Tese graduação ou Pós Graduação.

Após o sobrenome e as iniciais do autor, o ano em que a tese foi defendida é escrito entre parênteses. O título está em itálico, com apenas a letra inicial em maiúscula; então, ponto, espaço e entre parênteses o tipo de grau. Em seguida, os dados da publicação são apresentados. Quando se trata de uma dissertação ou tese de doutorado que não é publicada, deve ser indicado entre parênteses "Tese de Doutorado / mestrado não publicada", com um ponto após o parêntese final; Então o nome da universidade, virgula e a cidade são apresentadas.

 

Estrutura de tese publicada

Autor, A. A. (ano de publicação). Título Cidade: Editorial. 

Estrutura de tese não publicada

Autor, A. A. (ano da defesa). Título da tese (tese de doutorado / dissertação de mestra-do não publicada). Nome da Universidade, Cidade.

 

Mídia eletrônica na internet:

Se for um artigo que é uma duplicata de uma versão impressa em uma revista, o mesmo formato é usado para artigo de jornal, entre colchetes "[versão eletrônica]" após o título do artigo. Se a revista não for publicada na imprensa, mas for uma revista virtual, o mesmo formato é utilizado, entre colchetes após o título da revista "Revista Virtual". Se for um documento que não pertence a uma revista , mas aparece em uma página da web de outra pessoa ou instituição, as outras informações disponíveis são gravadas após o título. Neste último caso, a última data em que esta página foi consultada é escrita (no formato "[dia] de [mês] de [ano]"), espaço, "na URL", espaço , e o URL completo começando com "http //" de tal forma que o leitor possa copiar o dito URL em sua tela e obter o mesmo documento. Não há ponto final após o URL. Todos os URLs que aparecem na lista final de referências devem ser verificados diretamente na tela antes de enviar o artigo para o periódico (o URL é selecionado, Control + Click é feito e o documento deve aparecer na tela). Se isso não acontecer, há um erro no URL).

 

Indexação

Siga-nos em nossas redes sociais