Adolescentes em privação de liberdade: as práticas de lazer e seus processos educativos

Contenido principal del artículo

WILLIAN LAZARETTI DA-CONCEIÇÃO
ELENICE MARIA CAMMAROSANO-ONOFRE

Resumen

(analítico sintético): O presente artigo busca contribuir com as discussões existentes

em relação ao lazer de adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação na Fundação Casa, em São Paulo/Brasil. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa e os dados foram coletados utilizando análise documental, observação participante e entrevistas semiestruturadas com cinco jovens. Identificaram-se três focos de análise: concepção de lazer; atividades de lazer; processos educativos. Para tal, tomou-se o foco atividades de lazer, sendo analisado antes da privação, durante a internação e durante o cumprimento de sanção disciplinar. O estudo evidencia a relevância da prática social do lazer como possibilidade objetiva de (re)inserção do jovem à vida cotidiana, uma vez que se reveste de processos educativos que contribuem com a inclusão social.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Detalles del artículo

Cómo citar
LAZARETTI DA-CONCEIÇÃO, W., & CAMMAROSANO-ONOFRE, E. M. (2013). Adolescentes em privação de liberdade: as práticas de lazer e seus processos educativos. Revista Latinoamericana De Ciencias Sociales, Niñez Y Juventud, 11(2). Recuperado a partir de http://revistaumanizales.cinde.org.co/rlcsnj/index.php/Revista-Latinoamericana/article/view/936
Sección
Segunda Sección: Estudios e Investigaciones
Biografía del autor/a

WILLIAN LAZARETTI DA-CONCEIÇÃO, Doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Coordenador Pedagógico na Fundação Casa.

ELENICE MARIA CAMMAROSANO-ONOFRE, Universidade Federal de São Carlos, São Paulo

Doutora em Educação. Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de São Carlos.