Saberes da ayahuasca e processos educativos na religião do Santo Daime

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Maria Betânia B. Albuquerque

Resumen

Este estudo volta-se para os saberes da ayahuasca, beberagem de origem indígena feita da combinação de um cipó e as folhas de um arbusto da Amazônia, utilizada em diferentes contextos culturais como é o caso da religião brasileira conhecida como Santo Daime. Parto do pressuposto, afirmado nos próprios hinos da doutrina, de que o daime (ayahuasca) é um profesor e que na religião vivencia-se um processo educativo no qual um conjunto de saberes é circulado e apreendido. Metodologicamente, resulta de uma pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Têm como fontes a bibliografia sobre as religiões ayahuasqueiras, os cadernos de hinos do Santo Daime e a realização de entrevistas com daimistas do Brasil e outros países. Teoricamente, inspirase nos estudos de Carlos Rodrigues Brandão acerca da educação como cultura e nos escritos de Boaventura de Sousa Santos, restringindo este texto à noção de“ecologia de saberes” deste autor. Dentre os principais saberes do daime destaco: saberes ecológicos-ambientais, cognitivos, estéticos, medicinais, e para a paz.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

##submission.howToCite##
B. ALBUQUERQUE, Maria Betânia. Saberes da ayahuasca e processos educativos na religião do Santo Daime. RLCSNJ, [S.l.], v. 10, n. 1, mayo 2012. ISSN 2027-7679. Disponible en: <http://revistaumanizales.cinde.org.co/rlcsnj/index.php/Revista-Latinoamericana/article/view/611>. Fecha de acceso: 22 abr. 2019
Sección
Segunda Sección: Estudios e Investigaciones