Estudo teórico sobre o uso conceito de paisagem em pesquisas arqueológicas

Marcelo Fagundes, Danielle Piuzana

Resumen


O estudo da paisagem em Arqueologia presume o uso de diferenciadas categorias em diferentes áreas do conhecimento, tendo como foco a compreensão das relações existentes entre humanos e seus ambientes. Esse artigo teve como preocupação apresentar os diferentes paradigmas em que o uso do conceito de paisagem tem sido utilizado em Arqueologia, inclusive como meio de ampliação da noção de sítio arqueológico. É sabido que os humanos percorrem o ambiente em que vivem, nos quais percepções e conceitos são estabelecidos por meio dos processos cognitivos e, consequentemente, culturais. Assim, a paisagem passa a ser compreendida como uma construção social, tendo como base teórica para tal entendimento os conceitos de: Estabelecimento de Mauss; Lugar de Binford; e Lugares Persistentes de Schlanger.

Texto completo:

PDF


 

Licencia de Creative Commons
Esta Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventud esta registrada bajo la licencia Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 2.5 Colombia.