Política brasileira para a juventude: a proposta dos Centros da Juventude

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rafael Garcia Barreiro http://orcid.org/0000-0002-6699-2386 Ana Paula Serrata Malfitano http://orcid.org/0000-0002-0502-3194

Resumen

(descritivo): tendo como base a Política Nacional da Juventude no Brasil (PNJ), buscou-se compreender a proposta dos Centros da Juventude (CJ’s), espaços específcos de cultura e lazer para a juventude. Como método, foram entrevistados gestores de CJ’s em quatro cidades brasileiras, o gestor estadual e o nacional. Os resultados demonstraram diferenças entre os discursos em cada nível governamental, evidenciando um distanciamento nos seus posicionamentos. Nos níveis federal e estadual destacaram a garantia ao acesso de direitos. Por outro lado, os gestores municipais apontaram sua agenda política na assistência social, direcionada aos jovens pobres, na focalização da atenção ao invés da universalidade dos direitos. Portanto, os CJ’s pouco fazem interface com a PNJ, demonstrando que as ações governamentais brasileiras precisam avançar na percepção do jovem e da jovem como sujeitos de direitos.
 
Palavras-chave: política social, gestão pública, juventude (Thesauros de Ciências Sociais da Unesco).

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

##submission.howToCite##
GARCIA BARREIRO, Rafael; SERRATA MALFITANO, Ana Paula. Política brasileira para a juventude: a proposta dos Centros da Juventude. RLCSNJ, [S.l.], v. 15, n. 2, p. 1111-1122, ago. 2017. ISSN 2027-7679. Disponible en: <http://revistaumanizales.cinde.org.co/index.php/Revista-Latinoamericana/article/view/2890>. Fecha de acceso: 14 dic. 2017
Palabras clave
Política Social, Gestão Pública, Juventude, Direitos Sociais
Sección
Segunda Sección: Estudios e Investigaciones